quarta-feira, 17 de abril de 2013

Resenha - Quando cai o raio

Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Ano:2011
N° de paginas: 270
Preço: Buscapé

Sinopse:
Mandaram que eu escrevesse um relato, em primeira pessoa, sobre o que aconteceu comigo, falando toda a verdade e nada mais do que a verdade. Então tá. O que aconteceu comigo: fui atingida por um raio. Tudo culpa da Ruth, que resolveu que queria voltar da escola andando, para queimar uns quilinhos... Acabou que eu é quem fui queimada. Ninguém acreditou em mim, nem eu mesma, pra ser sincera. Eu não estava me sentindo mal, não tinha nenhuma marca ou machucado... Nem estava chamuscada! Mas logo as coisas começaram a mudar. Quando acordei no dia seguinte, de alguma forma sabia onde estavam as duas crianças cujas fotos estampavam a caixa de leite, aquelas do Disque-Desaparecidos, sabe? Pois é. Eu tinha certeza absoluta sobre onde elas estavam. O problema é que eu achava que estava fazendo uma coisa boa! Liguei para o Disque-Desaparecidos e avisei à simpática senhorinha onde estavam essas duas crianças, e depois mais outras... Até que dois não-tão-simpáticos agentes federais apareceram na minha escola para conversar comigo. Até parece! Agora sou foragida da justiça, tenho que ajudar um dos meninos que foram encontrados e ainda preciso disfarçar o quanto o motoqueiro da sala de detenção mexe comigo... Ainda bem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar... Certo?



Comentário:

Jessica é uma menina normal. Um dia quando ela voltava da escola começou uma tempestade, e ela foi atingida por um raio, mas ela praticamente não sentiu nada, no dia seguinte ela descobriu que podia achar pessoas desaparecidas, o que não sabia era que algumas dessas pessoas talvez não quisessem ser achadas. O novo “dom” de Jessica pode ser usado para o bem ou para o mal.


Eu adorei esse livro, o começo é bem diferente, porque na maioria dos livros que li a protagonista feminina é certinha, antes de começar a história nunca tinha feito nada de errado, mas nesse livro a Jessica é bem... Agressiva, se mete em briga ate com jogadores de futebol.
Acho que apenas em algumas partes ela ficou chata, e tive que arrastar um pouco a leitura, e eu adorei o final, o que para mim é um milagre, na maioria das vezes eu detesto. Mas achei esse muito legal, e achei muito interessante ela achar pessoas desaparecidas.
O Rob que é o carinha que a Jessica gosta é um típico bad boy que tem uma moto, mas eu o adorei.
O que indignou um pouco foi o fato dela ser atingida por um RAIO, e continuar andando numa boa! Normalmente a pessoa que é atingida fica em coma, é praticamente queimada viva, morre, ela não ela recebe um dom divino de achar pessoas.  Tirando isso o livro é muito bom. Indico sim, vale muito a pena e eu quero ler o segundo. 




3 comentários:

  1. Nossa esse livro parece ser bem interessante.
    Gostei muito da capa, quero ler para ver oque eu acho.
    Adorei a resenha.
    Beijos.

    http://pensamentoliterario5.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto bastante da capa, obrigada :)
      Bjs

      Excluir
  2. Acabei de ler hoje, comecei a ler ele por causa da capa rsrsrs a historia tomou um rumo bem diferente do que eu imaginava mas foi legal.
    Tem SORTEIO lá no blog, BeijoO0 ;)
    blog Livros com café

    ResponderExcluir